10 de fevereiro de 2010

Da série Envelheço na cidade

Aquariana

Hoje faço 48 anos.
Posso pensar que faltam dois para os 50 ou que passei 3 dos 45. Pouco importa: hoje faço 48 anos.
Se isso muda alguma coisa? Não muda muito. Apenas reafirma a certeza de que me sinto melhor do que há 10 anos.
Amadurecimento... caída na real... seja lá o que for: estou feliz.
Engraçado que no final do ano passado eu tinha decretado alguns destinos, pouco atraentes.
E fui surpreendida por mim mesma: uma capacidade de amar, de me doar, de estar junto dos meus que eu desconhecia. Até imaginava que tudo isso se escondia em algum canto, mas não sabia que poderia despertar-me assim.
Um desejo louco de viver e de eternizar tudo de bom que cada dia me traz. Porque cada dia tem sido mágico.
Bobagens adolescentes de uma corôa em delírio? Que sejam. Não quero mais rotular nada. Apenas me dar o direito de sentir e deliciar-me com o que a vida tem me oferecido.
Afinal, eu posso. Porque hoje faço 48 anos...

Um comentário:

TITA disse...

E´vai ver que a gente descobre que é aí, exatamente aí que a vida começa!
Beijo,
Cirs