23 de abril de 2012

Da série Post

Facebook-me

No que estou pensando agora? Naquilo que jaz atrás da tela.
Não sei se o que digo é para poucos, é público ou restringe-se aos amigos (menos os conhecidos). Mas, se alguém não curtir, fico assim, meio download em minha carência.
No Face que faço, meu book tem páginas em branco e outras nem estão disponíveis.
Receio ingênuo de que me resguardo.
Sem aplicativos, nem solicitações... apenas um simples post para qualquer um saber que existo... mas não insisto, caso a vida me bloqueie. Daí, deleto-me de suas redes de intrigas.

Um comentário: